http://mattmcguire.ca/tag/exception/ Dia 1: Caminhar, caminhar e caminhar

MANHÃ!

Comece pela Estação Roma Termini, já que ela é um ponto de partida para explorar o centro turístico de Roma (ela também é uma das maiores referências de localização da cidade e é onde se encontra uma das principais atrações de metrô).

<- Termas de Diocleciano

Igreja de Santa Maria degli Angeli e dei Martiri ->

Depois, vale visitar as Termas de Diocleciano e monumentos próximos (igreja de Santa Maria degli Angeli e dei Martiri, bem como Piazza della república)

Termas de Diocleciano: as termas foram construídas para fornecer serviço hídrico e higiênico a bairros muito povoados (hoje Quirinale, Viminale e Esquilino). Na época foi necessário demolir inteiros bairros para que fossem construídas e acomodavam aproximadamente 3000 pessoas por dia, possuindo 2400 banheiras :o
Funcionaram até 537 d.C. Precisa comprar ingresso (infos by @romaporvoce.com)

Igreja de Santa Maria degli Angeli e dei Martiri : foi arquitetada por Michelangelo e construída dentro dos restos das Termas de Diocleciano. A igreja fica bem na frente da Piazza della Repubblica. Visita gratuita.

Dica geral para roma: compre os ingressos antes quando possível (as filas são enoooormes)

Piazza della Republica

Ainda pela manhã, vale a pena caminhar um pouco até a Fontana dell’Acqua Felice (estátua de Moisés esculpida em mármore) e a Piazza Barberini (no centro da praça está a Fontana del Tritone, esculpida por Berrini). Andando mais um pouco, se chega até a famosa Fontana di Trevi.

Curiosidade: o tema da Fontana de Trevi são as forças da natureza que ameaçam o homem e seu trabalho. A estátua de Netuno (deus do mar), ao centro, representa parte das forças da natureza e das criaturas míticas que ameaçavam o povo.

Seguindo a caminhada se chega ao Panteão de Agripa (uma obra incrivelmente imponente) e, depois é legal visitar a Piazza Navona (super movimentada)

<-- Pantão de agripa

Piazza Navona -->

TARDE

A tarde vale muito a pena conhecer o Castelo Sant’Angelo (dica: compre ingresso antes) e, depois, a Piazza del Popolo. Na Piazza del Popolo é possível ver a Igreja de Santa Maria del Popolo e também as igrejas-irmãs de Santa Maria dei Miracoli e Santa Maria in Montesanto.

obs: você sabia que o Castelo Sant' Angelo foi originalmente projetado para ser um mausoléu imperial e que ainda existem vários ambientes dentro do castelo que foram destinados à detenção de prisioneiros?

Dia 2: Museu do vaticano, Praça São Pedro e Basílica de São Pedro

Museu do Vaticano

O museu do vaticano é um conjunto de museus com várias salas dispostas por temas, épocas ou até papas que as criaram (tetos, mosaicos, esculturas indescritíveis).

Dica: compre ingresso antes e, mesmo assim, chegue antes do seu horário. As filas são imensas. Além disso, se tiver pouco tempo, é melhor chegar ao museu já sabendo onde quer ir, uma vez que o passeio pode levar de 2h até um dia inteiro (existem atalhos para se chegar à Capela Sistina sem precisar ver o museu inteiro)

TARDE

Praça São Pedro, situada em frente à Basílica de São Pedro


Praça São Pedro: foi construída entre 1656 e 1667, por Bernini com o apoio do papa Alexandre XII. Sabia que a praça pode abrigar mais de 300.000 pessoas e possui 140 imagens de santos?

Basílica de São Pedro: templo religioso mais importante da igreja católica e é onde o papa realiza suas liturgias (o corpo de São Pedro, primeiro papa da história, está enterrado lá). A entrada na Basílica é gratuita, mas a subida até a cúpula não. De qualquer forma, é imperdível!

Dia 3: Coliseu, Fórum Romano, Palatino, e Villa Borghese

MANHÃ: Coliseu, Fórum Romano e Palatino

- Coliseu: vale muito a pena fazer a visita guiada se você quiser entender o que realmente o coliseu representa. Além disso, como nas outras atividades, recomendamos que comprem os ingressos antecipadamente
- Fórum Romano: ruínas do maior centro administrativo e comercial do Império Romano
- Monte Palatino: é onde ficam os palácios dos antigos imperadores romanos (uma das sete colinas de roma)

<- Coliseu

-> Fórum Romano

TARDE

- Villa Borghese: parque muito bonito que fica perto da Piazza del Popolo. Dentro do parque fica a Galleria Borghese, um dos melhores museus de Roma. Dica: embora a entrada na Villa Borghese seja gratuita, para visitar a Galleria é preciso comprar ingressos. Importante comprar com antecedência porque esgotam MUITO rápido e é preciso agendar horário para visita.
- Se acabarem o passeio no horário do jantar, sugerimos jantar no restaurante local La Taverna Dei Quaranta, que fica bem próximo ao Coliseu e não custa uma fortuna rs

Galleria Borghese

Quer saber mais detalhes?