useful site Dia 1: Centro histórico e relaxar

Pela manhã, vale a pena começar conhecendo o centro histórico:
- Marienplatz: praça na qual se localiza o prédio da prefeitura. A arquitetura do prédio, em estilo gótico (parece até uma igreja), é incrível. Ao lado fica a igreja São Pedro (a mais antiga da cidade) e um posto de informações turísticas de Munique. Todos os dias, às 11:00, o relógio da prefeitura toca e os bonequinhos dançam ao som dos ritmos da Baviera.
- Igreja de São Pedro: por 3 euros você pode subir a torre da igreja e apreciar uma das melhores e mais altas vistas da cidade
- Almoço: bem próximo à Marienplatz está o mercado de Viktualienmarkt, onde é possível encontrar de produtos típicos da Baviera, além de outros produtos importados. Se estiver com tempo, vale a pena dar uma volta e tomar uma cerveja no Biergarten que fica ao centro do mercado.

<- Marienplatz

Vista da Torre São Pedro ->

À tarde, seguindo a pé a partir da Marienplatz ou do mercado de Viktualienmarkt, é possível conhecer a Odeonsplatz, uma das praças mais representativas de Munique, até chegar nos Jardins da Corte (Hofgarten), onde ficamos por aproximadamente 2 horas relaxando e tirando fotos...

<- Odeonsplatz
Hofgarten ->

Dia 2: Campo de concentração, Palácio de Nymphenburg, Parque Olímpico, Museu BMW e Hofbräuhaus

Manhã
- Acordamos bem cedo para fazer um bate e volta até Dachau para visitar o primeiro campo de concentração da Alemanha, que inclusive serviu de modelo para os demais. Para quem se interessa por história, é um passeio importante, e acima de tudo, nos faz pensar em como algo assim pode realmente ter existido. O interessante é que a estrutura do campo de concentração é mantida até hoje por pedido dos próprios ex-prisioneiros e da comunidade judaica, para que as atrocidades ocorridas lá não fossem esquecidas com o passar do tempo

À tarde, fomos conhecer o famoso Palácio de Nymphenburg, que servia como residência de verão da monarquia no século 17 e tem um jardim maravilhoso.
Depois, seguimos até o Parque Olímpico de Munique, que foi construído para sediar as Olimpíadas de 1972. Ficamos um tempo lá, pois o parque é bem grande!
Em seguida, bem próximo ao parque (basta apenas atravessar uma ponte) fica o Museu da BMW. Mesmo para os que não sejam muito interessados por carros (como eu), o passeio é bem legal e vale muito a pena!

À noite, fomos conhecer a famosa Hofbräuhaus, onde experimentamos a cerveja e o tradicional joelho de porco!

Dia 3: Castelo de Neuschwanstein

Reservamos o terceiro e último dia para conhecer o Castelo de Neuschwanstein, que fica na cidade de Füssen, a cerca de 2h30 de Munique, e serviu de inspiração para o castelo do filme Cinderela da Disney.
É importante comprar o ticket com antecedência (eu não comprei e acabei pegando uma fila enorme para entrar)..
Além disso, apesar de ter chovido no dia em que eu fui, isso não atrapalhou em nada o passeio, que seguiu normalmente (exceto pelo frio - mesmo no mês de julho)

Quer saber mais detalhes?